A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta terça-feira, um novo ensaio clínico de vacina contra a Covid-19 no Brasil. O imunizante está sendo desenvolvido pelas empresas Translate Bio, sediada nos EUA, pela empresa Evonik Vancouver Laboratories, do Canadá, e pela Sanofi Pasteur, com sede na França e nos Estados Unidos, que também patrocinará os testes. A Anvisa autorizou a realização das fases 1 e 2 de estudo, que analisam a segurança e imunogenicidade da vacina. O ensaio clínico será conduzido nos Estados da Bahia, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro e, segundo a agência, deve envolver 150 voluntários. Mundialmente, os testes devem acontecer nos Estados Unidos, em Honduras e na Austrália. Nessas duas fases, o objetivo será testar três diferentes dosagens da vacina para definir a dose ideal antes de prosseguir para um estudo de fase 3, no qual o imunizante é administrado a uma grande quantidade de indivíduos. A vacina candidata usa uma tecnologia de RNAm (RNA mensageiro) encapsulado dentro de uma nanoarticulação lipídica (LNP) que protege o RNAm da degradação. Nos testes, serão aplicadas duas doses do imunizante, com 21 dias de intervalo entre as aplicações.

Artigo anteriorRio de Janeiro registra dois novos casos da variante Delta da Covid-19
Próximo artigoAnvisa autoriza estudo clínico da vacina contra Covid-19 da Sanofi Pasteur