A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta terça-feira, um novo ensaio clínico de vacina contra a Covid-19 no Brasil. O imunizante está sendo desenvolvido pelas empresas Translate Bio, sediada nos EUA, pela empresa Evonik Vancouver Laboratories, do Canadá, e pela Sanofi Pasteur, com sede na França e nos Estados Unidos, que também patrocinará os testes. A Anvisa autorizou a realização das fases 1 e 2 de estudo, que analisam a segurança e imunogenicidade da vacina. O ensaio clínico será conduzido nos Estados da Bahia, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro e, segundo a agência, deve envolver 150 voluntários. Mundialmente, os testes devem acontecer nos Estados Unidos, em Honduras e na Austrália. Nessas duas fases, o objetivo será testar três diferentes dosagens da vacina para definir a dose ideal antes de prosseguir para um estudo de fase 3, no qual o imunizante é administrado a uma grande quantidade de indivíduos. A vacina candidata usa uma tecnologia de RNAm (RNA mensageiro) encapsulado dentro de uma nanoarticulação lipídica (LNP) que protege o RNAm da degradação. Nos testes, serão aplicadas duas doses do imunizante, com 21 dias de intervalo entre as aplicações.

Artigo anteriorAnvisa autoriza estudo clínico da vacina contra Covid-19 da Sanofi Pasteur
Próximo artigoHospitais privados registram queda de 20% na ocupação de UTIs em comparação a março