Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu na sexta-feira, 30, o pedido de autorização de estudo de vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela CT-VACINAS, uma parceria entre a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a Fundação Exequiel Dias (Funed). O solicitação é para a realização dos testes de fase 1 e 2 do imunizante, nomeado como SpiNTec. Segundo os procedimentos da Anvisa, a análise considerará a proposta do estudo, o número de participantes e os dados de segurança obtidos até o momento nos estudos pré-clínicos que são realizados em laboratório e animais. A agência não deu mais detalhes sobre a tecnologia da vacina.

Artigo anterior‘Acervos deveriam ser geridos pela iniciativa privada’, diz crítico de cinema após incêndio na Cinemateca
Próximo artigo‘Não abrirei mão de eleições limpas e confiáveis’, diz Bolsonaro em Presidente Prudente