A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu por unanimidade nesta terça-feira, 27, suspender a importação da vacina indiana Covaxin, solicitada pelo Ministério da Saúde. A decisão foi tomada após a agência ser informada pela Bharat Biotech, fabricante do imunizante, que a Precisa Medicamentos não possui mais autorização para representar a empresa no Brasil. Segundo a Anvisa, a suspensão permanece até que haja novas informações que permitam concluir pela segurança jurídica e técnica da manutenção da deliberação que autorizou a importação.A decisão levou em conta ainda notícias de que documentos ilegítimos podem ter sido juntados ao processo de importação, o que pode impactar as conclusões quanto aos aspectos de qualidade, segurança e eficácia da vacina a ser utilizada pela população nacional”, diz o comunicado da agência. A Bharat Biotech já havia anunciado na última sexta-feira, 23, o encerramento do contrato com a Precisa Medicamentos, após inconsistências na documentação enviada ao Ministério da Saúde. A importação temporária da Covaxin foi autorizada no dia 4 de junho, mas as doses não chegaram a ser entregues ao país. 

Artigo anteriorDocumentários que você precisa assistir – na visão de Frederico Gayer Machado de Araujo
Próximo artigoInscrições para o FIES do segundo semestre começam nesta terça-feira