O diretor de Carnaval Luiz Fernando Ribeiro do Carmo, conhecido como Laíla, morreu aos 78 anos nesta sexta-feira, 18, vítima da Covid-19. Ele estava internado na UTI do Hospital Israelita Albert Sabin, no Rio de Janeiro. Nas redes sociais, a Unidos da Tijuca, escola de samba da qual Laíla foi diretor de 1980 a 1982, lamentou a morte do carnavalesco. “O dia é muito triste para os sambistas. Perdemos Luiz Fernando Ribeiro do Carmo, mestre Laíla, que foi nosso diretor de Carnaval em 1980,1981,1982 e participou da comissão de carnaval em 2019. Laíla é mais uma vítima da covid-19. Agradecemos por todo legado deixado e desejamos nossos profundos sentimentos aos familiares e amigos. Obrigado por tudo mestre, siga em PAZ!”, diz o comunicado. O diretor já havia tomado as duas doses da vacina contra o coronavírus. Laíla nasceu e cresceu no Morro do Salgueiro, na Tijuca, e trabalhava no Carnaval há mais de 50 anos. Passou grande parte da vida na Beija-Flor de Nilópolis, onde conquistou o tricampeonato em 2003, 2004 e 2005. Deixou a escola em 2018. Ele também teve passagem pela Salgueiro, Grande Rio e Unidos de Vila Isabel. A última escola de samba da qual fez parte foi a União da Ilha, em 2020. Nas redes sociais, a Salgueiro publicou uma homenagem ao carnavalesco. “Laíla, a família salgueirense te agradece por absolutamente tudo o que você fez por nós e pelo carnaval. Nossa reverência hoje e sempre”, escreveu a escola. 

 

Artigo anterior3 Livros que você tem que ler o quanto antes
Próximo artigoToffoli suspende quebra de sigilo imposta pela CPI da Covid-19 a ex-assessor da Saúde