A Polícia Civil de São Paulo investiga uma agressão sofrida por uma faxineira de 31 anos que precisou ser encaminhada a um hospital na cidade de Catanduva, no interior do Estado, após ser atingida por um tipo de ácido jogado pelo o ex-patrão dela, um aposentado de 70 anos, em uma discussão. Segundo o boletim de ocorrência do caso, registrado na Delegacia Seccional de Catanduva pelo marido da vítima, a mulher prestava serviços domésticos para o autor da agressão por pelo menos três anos quando derrubou um produto na casa dele e os dois se desentenderam. “O homem então dispensou os serviços da faxineira e passou a ameaçá-la”, afirma trecho da nota da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. A vítima das agressões teria ido até o local para tirar satisfações sobre uma das ameaças.

Um vídeo do momento da agressão foi gravado por alguém que acompanhava a mulher e anexado à denúncia contra o aposentado. Nele, é possível ver que o homem se aproxima com um líquido em uma garrafa enquanto a ex-funcionária pergunta ‘você não é o machão?’. Ele joga o material corrosivo contra ela, que tenta se esquivar para a rua, enquanto o homem puxa o cabelo e não deixa ela correr. A vítima foi socorrida ao Hospital Padre Albino para tratar ferimentos. A reportagem buscou a instituição de saúde para saber sobre o estado da vítima, mas não obteve retorno até o momento. Até o momento, o tipo de ácido jogado contra a vítima não foi identificado. Uma perícia foi solicitada ao Instituto Médico Legal (IML) e a polícia continua a investigar o caso, mas o homem responsável pela agressão não foi detido até o momento.

Artigo anteriorVolvo Cars Brasil lança o Jakob, novo assistente virtual que tira dúvidas, traça rotas e agenda revisão
Próximo artigoCármen Lúcia nega ação petista que obrigava Lira a analisar impeachment contra Bolsonaro