Polícias civis do Departamento Estadual De Investigações Criminais (DEIC) prenderam três homens que se passaram por policiais civis para assaltar uma residência na Vila Romana, Zona Oeste de São Paulo. O caso aconteceu na quarta-feira, 14, quando o grupo invadiram a casa de um empresário após abordar a empregada da família que chegava para trabalhar. Usando distintivos, camisetas e máscara da corporação, eles se apresentaram como policiais civis e pediram para entrar na casa, alegando que criminosos tinham invadido o quintal. Após autorização da proprietária do imóvel, os criminosos entraram no local e anunciaram o assalto. As vítimas foram amarradas pelos bandidos, que reviraram o imóvel em busca de objetos de valor. Foram roubadas 300 munições de vários calibres, três espingardas, três fuzis, nove pistolas e dois revólveres, além de 225 relógios de luxo, avaliados em cerca de R$ 1 milhão. Também foram levadas quatro espadas, um televisor e documentos das vítimas.

A fuga dos três assaltantes e de um quarto envolvido, que segue foragido, foi registrada por uma câmera de segurança e as imagens a ajudaram a polícia a chegar até eles. As prisões aconteceram nesta quinta-feira, 15, no bairro Limão, Zona Norte da capital paulista. A equipe do DEIC identificou e localizou a falsa viatura da Polícia Civil em um posto de combustível e um cerco foi montado. Quando os três homens se preparam para entrar no carro, eles foram cercados e presos. Eles carregavam distintivos de investigador e máscara de proteção com o símbolo da corporação. Dentro do veículo havia uma pistola e um revolver. Na casa de um deles, foram apreendidos ainda sete relógios, quantia em dinheiro e uma segunda falsa viatura. Os três criminosos foram autuados por associação criminosa, posse de arma e usurpação de função pública. Também foi solicitada a prisão preventiva relacionada ao roubo.

*Com informações do repórter Paulo Edson Fiore

Artigo anteriorCom avanço da variante delta, Rio de Janeiro divulga novas datas para vacinação contra Covid-19
Próximo artigoTraficantes ‘Hello Kitty’ e ‘Vinte Anos’ são mortos em operação da PM em São Gonçalo