O Congresso Nacional recebeu uma projeção nesta segunda-feira, 28, com as cores da bandeira LGBTQIA+, em comemoração ao Dia do Orgulho, e a hashtag #FreeBritney, pedindo a liberdade da cantora Britney Spears. A artista enfrenta uma briga na Justiça para ter o direito de administrar sua carreira e seu dinheiro, que estão sob a tutela do pai, Jamie Spears, desde 2008. Em uma audiência na última quarta-feira, 23, Britney fez uma série de revelações sobre a situação e afirmou ser obrigada a fazer turnês e proibida de engravidar, tendo que usar DIU contra sua vontade. A projeção em Brasília chamou atenção e fez sucesso nas redes sociais. Madu Krasny, mestre de cerimônias do 18º Seminário LGBTQIA+ no Congresso, informou que a projeção foi uma das ações do evento. “Acontece que o #FreeBritney foi apenas uma das frases projetadas, tem muitas outras. Acontece também que homenageamos hoje e continuaremos a homenagear amanhã as LGBTQIA+ que tombaram em decorrência da Covid e da LGBTfobia no Brasil”, afirmou. 

 

Artigo anteriorBispo Vanderley Santiago, irmão do apóstolo Valdemiro, morre de Covid-19 em SP
Próximo artigoCorpo de Lázaro foi liberado pelo IML na segunda-feira, mas família ainda não buscou