O governo do Rio de Janeiro pretende fazer um grande evento nesta semana, provavelmente no Palácio Guanabara, para anunciar a divisão de recursos da verba do leilão da Cedae. O certame foi muito bem sucedido, realizado no fim de abril na B3, em São Paulo, e levantou mais de R$ 22 bilhões. O governo do Estado e os 29 municípios que aderiram a esse leilão de concessão tem direito a uma fatia. A capital vai ficar com a maior parte, algo como R$ 5,5 bilhões — recursos importantíssimos em época de escassez de verbas e também de aperto fiscal, muito por conta da pandemia da Covid-19. O governo do Estado do Rio de Janeiro já tem planos para vender um lote que ficou e não teve interessados do leilão na B3 — o chamado Lote 3, que foi ofertado por R$ 900 milhões. Agora, quer atrair mais municípios — fala-se em, pelo menos, sete — interessados e isso agregaria um potencial adicional a esse lote. Segundo fontes da Jovem Pan, o lote ofertado em abril poderia ser ofertado agora por algo como R$ 3 bilhões. A ideia é realizar o leilão desse lote da Cedae ainda neste ano de 2021.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga

Artigo anteriorSTF vai julgar recurso do Google sobre quebra de sigilo em buscas
Próximo artigoDoria afirma que vai vacinar toda a população adulta de SP até 15 de setembro; veja calendário