Em São Paulo, grande parte das pessoas que se deslocaram até unidades de saúde em busca de vacinas contra o novo coronavírus nesta segunda-feira, 21, precisaram adiar a imunização. Isso porque as doses dos imunizantes acabaram em mais da metade dos postos de vacinação da capital antes do final do dia. De acordo com o aplicativo “De olho na fila”, da Secretaria Municipal de Saúde, até a publicação da reportagem, 352 das 520 unidades haviam paralisado a vacinação. Considerando apenas os megapostos, responsáveis pela maioria das aplicações, 14 dos 15 suspenderam as atividades. Entre os seis postos volantes instalados na cidade, cinco não têm mais doses. Questionada pela Jovem Pan sobre a falta de doses, a prefeitura afirmou que ainda está apurando os fatos.

Nas redes sociais, cidadãos reclamaram da situação. “Quase todas as UBS da Zona Leste não estão funcionando, cadê as vacinas contra a Covid-19?”, registrou uma moradora da capital no Twitter. Inscrito na lista de espera da xepa, outro internauta manifestou sua preocupação: “O ‘filômetro’ está avisando que três das quatro UBS próximas de casa não estão funcionando. Liguei para entender a situação e recebi como resposta que não têm doses”. A escassez foi registrada exatamente no dia em que a capital previa realizar uma repescagem para vacinar as pessoas de 50 a 59 anos que não possuem comorbidades e não conseguiram se imunizar na última semana. Além do público alvo, a cidade permitiu que todos acima de 18 anos se imunizem através das doses restantes na xepa. Ao todo, o Estado soma 15.985.412 cidadãos imunizados com a primeira dose das vacinas e 6.023.804 que completaram o esquema vacinal – o que representa 13,01% da população paulista imunizada contra a Covid-19.

Artigo anteriorCriança de 6 anos é hospitalizada após cair de brinquedo no Beto Carrero World
Próximo artigoCidade de São Paulo suspende vacinação contra a Covid-19 por falta de doses